O ConsultórioFonoaudiologiaServiçosArtigos

HomeA ProfissionalConvêniosLinks ÚteisContatos
 

 

Retorno
Patologias

A Escola, os Pais e a Fonoaudiologia

Retorno
Artigos


É muito comum nos depararmos com esta situação:

-          “E agora, a escola nos chamou, o que será”? Logo após a reunião os comentários parecem ser mais ou menos parecidos:

-          E agora a escola veio nos dizer que nosso filho tem dificuldades, será que errei em algo?

-          Pior pediu uma fonoaudióloga, que loucura meu filho nunca falou errado? Eu observei bem, até ensinei algumas palavras que ele falou errado.

-          E pior ainda porque pediu tão cedo, ele ainda nem sabe escrever? 

Estas perguntas sempre são feitas pelos pais, não por ignorância mais por desconhecerem o trabalho da Fonoaudiologia e os benefícios que ela pode trazer, e por falta de orientação desconhecem também a grande capacidade atual de nossos professores do Pré-Escolar.

Seguindo as etapas das perguntas, um fonoaudiólogo não trabalha somente com crianças que falam errado, embora possa ser o caso e é procedente a professora informar aos pais.

    Porque um professor bem informado costuma pedir ajuda a um profissional antes de uma alfabetização convencional. Quando a criança alcança sua faixa de alfabetização convencional que ocorre a partir dos 5 anos e 6 meses, ela já deve estar com várias áreas de percepção bem trabalhadas.

     Na verdade o ler e escrever é a representação da criança através de grafemas de tudo aquilo que ele captou ao longo do pré-escolar, e que já ficou já interiorizado.

      Na fase do Pré-escolar a criança tem a oportunidade de desenvolver várias áreas que farão deste indivíduo um ser capaz de entrar para uma classe de alfabetização (atual 1ª série) e ingressar em outras séries subsequentes sem apresentar dificuldades, como matemática, português, estudos sociais e etc.

      Nas escolas de pré-escolar são desenvolvidas atividades que muitas vezes os pais nem percebem a importância. Como por exemplo, desenvolvimento da linguagem com histórias, descrição de gravuras etc., compreensão e raciocínio onde professores trabalham em várias atividades o desenvolvimento destas capacidades. Trabalham relação espacial posição espacial, onde estes itens, inclusive evitam que futuramente esta criança apresente trocas de letras. Atividades de coordenação de mãos com recorte, pinturas, massinhas, furar, rasgar etc., atividades que propiciaram o bom desempenho do menor na escrita. Desenhos livres onde o professor observará como o menor conhece e representa seu corpo. Atividades físicas amplas para que ele tenha bom desenvolvimento amplo psicomotor, atividades matemáticas no concreto. Passeios que vão ampliar o vocabulário desta criança. Tudo isto e muito mais, sem contar com as rodinhas de novidades que servem para trabalhar a desinibição da criança, calendários, músicas e muito mais.

    Com todo este aparato de trabalhos que visam o bom desenvolvimento da criança, fica fácil para um bom professor, mais ou menos 4 horas por dia de forma intensa, identificar uma criança que embora não fale errado, apresenta dificuldades em desempenhar certas ou algumas atividades importantes para seu desenvolvimento.

 O Fonoaudiólogo ao contrario do que geralmente se pensa não cuida APENAS DA AUDIÇÃO E DA FALA. Seu trabalho é muito amplo e envolve a capacidade de aprendizado do menor. Quanto mais cedo se observar estas dificuldades, mais cedo a criança estará apta para obter o seu sucesso pleno em sua escolaridade, o que dará a ele uma satisfação pessoal muito grande por conseguir vencer suas barreiras. Não parece, mas devemos nos preocupar muito com estas resistências em ajudar nossos filhos. As crianças não são malvadas mais são cruéis dentro da sua pureza. O que mais ouvimos:

-          Ele não sabe desenhar,

-          Ele não sabe colorir,

-          Ele não sabe pular,

-          Ele não sabe, Ele não sabe.... Isto muitas vezes na criança, cria mesmo antes de se alfabetizar, uma sensação de impotência, e quando chega a grande hora para todos: ir para o C.A ( Classe de Alfabetização, hoje 1ª série) passa a ser um momento sofrido mesmo que não que possamos perceber.

Assim a ajuda do Fonoaudiólogo capaz de desenvolver estas capacidades de muitas formas pode e na maioria das vezes leva esta criança a desenvolver-se em sua total potencialidade. Para isto precisa-se de um profissional certo para detectar as dificuldades e as falhas a serem trabalhadas. 

POR ISTO NÃO TENHA MEDO PROCURE UM FONOAUDIÓLOGO QUANDO FOR INDICADO OU QUANDO PERCEBER ALGUMA DIFICULDADE EM SEU FILHO. 

OBS: informe-se mais, pesquise mais sobre desenvolvimento de criança, até mesmo quando ela nasce, assim você será capaz de acompanhar e ver que não é tão difícil, tem solução. Este site que criei com ajuda de meu esposo tem como objetivo ajudar você mãe e professores, que em alguns momentos se sentem perdidos a encontrar o caminho da solução, pode entrar em contato, estarei à disposição dentro de minhas condições de horário.  Respondo sempre, Obrigada.

Fga. MARIZA CELIA TEIXEIRA DE ASSIS PINTO
CRFa:5644/RJ


Designer