O ConsultórioFonoaudiologiaServiçosArtigos

HomeA ProfissionalConvêniosLinks ÚteisContatos

     

Retorno

DESENVOLVIMENTO INFANTIL 

     Este artigo visa ajudar aos pais , professores e todos aqueles que trabalham com a criança, a conhecer um pouco melhor o seu desenvolvimento  em geral, e com isto saber como e o quanto podemos exigir de cada uma dentro de sua idade cronológica.

    O que mais costumamos observar são crianças fazendo coisas que não são absolutamente da sua idade cronológica; e coisas que deveriam estar sendo desenvolvidas e trabalhadas e que não estão.  Só que dentro da idade cronológica de cada menor estas etapas são de extrema importância e o levam ao bom desenvolvimento de forma plena e crescente em cada idade.Não adianta colocar na faculdade aquele que ainda nem sabe ler.Desenvolvendo-se bem e de forma plena,em cada etapa, com certeza a criança está pronta para o sucesso.

    Observando em vários anos, várias crianças e estas misturas de conhecimentos e falta de conhecimento, foi que resolvi juntar várias observações e pesquisas de várias  fontes para deixar descrito uma base deste desenvolvimento. 

    Vamos usar o termo Etapas do Desenvolvimento:

Ø  Psicomotor

Ø  Linguagem

Ø  Audição

     Isto trará uma base de como trabalhar e desenvolver uma criança, sem sair de sua etapa, bastando  usar muita criatividade para suprir o máximo de necessidades da criança dentro destas etapas. 

DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR: 

     Estudiosos no assunto apresentam vários aspectos relativos ao desenvolvimento motor do indivíduo.                         Nada aqui foi criado, apenas lido, estudado e observado em algumas crianças, juntando características
 que pareciam mais comuns a cada faixa etária. 

  • Primeiro mês: 

o    Mantem as mãos cerradas

o     Em supino, predomina a posição lateral da cabeça

o     Ao tentar sentar a cabeça cai para traz

o     Em prono, ergue a cabeça momentaneamente

  • Segundo  Mês:

o    Sentada, tem a cabeça predominantemente ereta, mas bamboleante.

o    Em prono, mantém a cabeça na linha média

o    Tem expressão viva e esperta 

  • Terceiro mês

o    Em prono, mantem-se sobre os antebraços com cabeça sustentada.

o    Mantem as mãos abertas ou levemente cerradas

o    Começa a balbuciar ( o balbucio é reflexo, automático e instintivo) 

  • Quarto mês:  

o    Em supino, as mãos se encontram.

o    Sentada, a cabeça permanece firme, dirigida para a frente.

o    Ri fortemente

o    Imita sons espontaneamente 

·         Quinto Mês:

o    Segura a argola na mão

o    Pega um objeto em movimento sobre a mesa com preensão palmar simples

o    Vira a cabeça ao ouvir a voz das pessoas. 

·         Sexto mês:

o    Roda de supino para prono

o    Sentada, mantem o tronco ereto

o    Segura um chocalho por muito tempo

o    Usa gestos e mímica facial

o    Distingui estranhos 

·         Sétimo mês:

o    Em supino, levanta a cabeça.

o    Salta altivamente quando é colocada de pé.

o    Sentada, mantem-se ereta, apoiada sobre as mãos

o    Sacode um chocalho indefinidamente

o    Passa uma argola pequena de uma mão para outra.                 

·         Oitavo mês:

o    Mantem-se de pé, sustentada pelas mãos, pouco tempo

o    Apresenta início de preensão em tesoura.

o    Imita a fala, sons e entonação da voz

o    Vocaliza sílabas simples tais como: da   la    Ca 

·         Nono mês:

o    Permanece mais de 10 minutos sentada.

o    Apresenta preensão do tipo tesoura

o     De pé, mantem todo peso, sustentando-se em uma grade

o     Responde ao nome

o     Ri sonoramente e associa o som ao objeto pessoa ou ação

o     Sons vocais polissílabos ( lalação). 

·         Décimo mês:

o    Possui preensão do tipo de pinça inferior

o    Engatinha

o    Permanece sentada indefinidamente

o    Agarra uma bola, rapidamente

o    Chorando emite o som:  /m/ /m/ /m/ /m/

o    Compreende palminhas e adeus 

·         11 meses:

o    De pé, eleva-se e volta ao lugar

o    Toca o sino, segurando pela ponta do cabo

o    Bate palminhas e diz ADEUS

 

·         12 meses   ( 1 ano):

o    De pé locomove-se apoiando

o    Faz preensão em pinça superior

o    Usa de 4 a 5 palavras e segue ordens simples

 

·         15 meses    (1 ano e três meses):

o    Abandona o engatinhar

o    Constroi torres de dois cubos

o    Dá poucos passos

 

·         18 meses   ( 1 ano e 6 meses):

o    Empurra uma bola com o pé

o    Vira duas ou três paginas de um livro de cada vez

o    Tem marcha ligeira e corrida dura

o    Constroi torres com 3 cubos

o    Domina cerca de 30 palavras

 

·         24 meses     ( 2 anos):

o    Corre sem cair, sobe e desce escadas sozinha

o    Usa substantivos e o possessivo meu; apresenta um vocabulário de 70 palavras no máximo

o    Chuta a bola

o    Constroi torre de 6 a 7 cubos

o    Vira a página de um livro, uma por uma

o    Imita círculos na escrita

o    Faz frases de três palavras.

   

·         30 meses    ( 2 anos e seis meses):

o    Diz seu nome completo

o    Indica o uso dos objetos

o    Salta em ambos os pés

o    Tenta equilibrar-se num só pé

o    Faz uma torre de 8 cubos 

 

·         36 meses    ( 3 anos):

o    Sobe escadas em padrão cruzado

o    Imita uma cruz na escrita

o    Anda de velocípedes, usando os pedais

o    Consegue desabotoar-se e come sem derramar

o    Usa  o pronome ‘EU”, os plurais e os verbos no indicativo; domina cerca de 360 palavras

 ·         48 meses     ( 4 anos): 

o    Salta para frente, parada ou na corrida

o    Mantem equilíbrio num pé só

o    Consegue abotoar-se e dar laços

o    Traça uma cruz

o    Usa o futuro e domina cerca de 500 palavras. 

·         60 meses   ( 5 anos):

o    Equilibra-se na ponta dos pés

o    Arma um quebra cabeças

o    Colore dentro de limites

o    Escova os dentes, penteia-se e lava o rosto

o    Saltita sem dificuldades

·         72 meses (seis anos):

o    Constrói torres mais altas que ela

o    Arma um quebra cabeças

o    Salta de certa altura na ponta dos pés

o    Permanece na ponta dos pés de olhos fechados

o    Copia o losango

o    Desenha livremente com leve pressão sobre o lápis

o    Escreve e reconhece letras de imprensa; ás vezes inverte a cópia

o    Domina de 1000 a 2000 palavras

 

DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM: 
 

Nesta etapa uma breve descrição da ontogenia da linguagem, na fase pré-escolar:

    1) FASE PRÉ-LINGUISTICA:
 

v  Balbucio: Surge por volta dos 3 meses, são as primeiras manifestações vocais consideradas como um ato reflexo, automático e instintivo. 

v  Linguagem gesticulatória: Surge por volta dos 6 meses, são manifestações de exteriorização de alguns desejos através de gestos e mímica facial. 

   

    2) FASE COMPREENSIVA:
 

v    Vocalização: É o estagio em que a criança emite sons sem articulação com gritos intencionais ou experimentando a voz em fonemas vocálicos. Surge por volta de 9 meses.

v    Palavra frase: É o período monovocabular onde surgem as primeiras tentativas de articular a voz e pronunciar as primeiras palavras para expressar seu pensamento. Surge por volta dos 12 meses (1 ano)

v    Linguagem telegráfica: è o período de estilo telegráfico, pois a criança já fala algumas palavras (inclusive nome de pessoas e objetos conhecidos) de forma substantiva, formando orações rudimentares. Surge por volta dos 15 meses (1 ano e 3 meses).

 

    3) FASE DA ORGANIZAÇÂO DO PENSAMENTO CONCRETO: 

           Aos 18 meses (1 ano e 6 meses) surge a Linguagem designativa: É o estágio em que a criança refere-se a si mesma pelo próprio nome, emprega a conjunção “eu” e o possessivo “meu”, aprendendo a noção de que cada coisa tem seu nome. Nesta etapa a palavra serve para traduzir necessidades (fase do egocentrismo) e começam as perguntas insistentes. 

 

     4) FASE DE INTERIORIZAÇÂO 

 

Ø  Linguagem oracional: Neste estágio podemos considerar o início da solicitação da criança que já começa a usar orações mais completas do ponto de vista gramatical

 ( substantivo, adjetivos, advérbios) embora de forma restrita  e começa a usar o  pronome eu referindo-se a si mesma. Surge por volta dos 3 anos.
 

Ø  Linguagem melonática: Nesta etapa a criança descobre o futuro e intensificam-se as perguntas.O vocabulário esta por volta de 500 palavras e já integrou a terceira pessoa do verbo, utilizando  também p possessivo “SEU”. Surge aos 4 anos e vai até os 5 anos, quando as percepções já estão integradas, apresentando um enriquecimento progressivo do vocabulário com maior facilidade de abstração. Aos 6 anos, o pensamento não se dá mais por analogias, tornando-se lógico e concreto.



    DESENVOLVIMENTO DA AUDIÇÃO NA CRIANÇA:

        Para todos aqueles que trabalham com a criança é de extrema importância conhecer os estágios de evolução auditivo por que passa uma criança,, no seu desenvolvimento auditivo, para que melhor possa situar-se diante de seus filhos, alunos, pacientes e etc....

       Inicialmente, a criança ouve uma confusão de ruídos e, aos poucos, sua audição vai amadurecendo. Ela vai se tornando capaz de : 

*      Localizar e identificar o estímulo sonoro;
 

*      Diferenciar os sons ambientais gerais dos sons mais específicos e os usados na comunicação
 

*      Diferenciar palavras, sentenças modificadas por inflexões, gestos expressões faciaios


    
A linguagem receptiva parece se dsenvolver lentamente a príncipio e, depois, mais rapidamente entre 2 e 8 anos, decrescendo esse desenvolvimento á medida que se aproxima a maturidade.

     A aquisição da linguagem ajuda a criança a desenvolver seus conceitos sobre o mundo e está interligada ao desenvolvimento das capacidades mentais. 


     O processo evolutivo da audição na criança normal faz-se da seguinte maneira:

 

*      Bebê: responde ao som chorando ou com o reflexo de Moro

*       2 semanas; presta a atenção a voz humana

*      1 mês aquieta-se ao ouvir um som

*      2 meses:não se perturba mais, violentamente, com sons fortes; atende, para ou muda de atividade em resposta a voz humana

*      4 meses: Vira a cabeça a procura de sons e vozes

*      6 meses Responde diferentemente aos sons emitidos a sua volta;pode distinguir-se a fala amiga da fala zangada; demonstra interesse especial pela voz humana e localiza uma ccampainha que faça soar a seu lado

*      8 meses Responde a negativas e a seu nome, imita sons e a entonação da voz

*      9 meses: começa a compreender os sons ouvidos

*      15 a 17 meses: entende a expressão “ me dá” acompanha os gestos.

*      18 meses: Mostra partes do corpo: mão, pé; nariz, olhos e cabelo

*      2 anos: seleciona objetos, pelo nome, num grupo de vários objetos

*      2 anos e 6 meses: identifica os objetos pelo uso

*      3 anos: entende o nome das cores, adjetivos ( grande-pequeno) e ordens simples

*      3 anos e seis meses; É capaz de discriminar muitos ruídos e sons diferentes

*      4 anos discrimina sons pela intensidade

*      5 anos e 6 meses: identifica palavras que comecem com o mesmo som

      6 anos: A criança é capaz de de fazer rimas

 

Fga: Mariza Célia Teixeira de Assis Pinto

         CRFa: 5644/RJ

Rio 19 de abril de 2008


Designer