O ConsultórioFonoaudiologiaServiçosArtigos

HomeA ProfissionalConvêniosLinks ÚteisContatos
 
 

 

Retorno
Patologias

Fonoaudiologia em destaque

Retorno
Artigos

 

A prevenção em Fonoaudiologia

Geralmente quando alguém ouve falar em Fonoaudiologia, logo pensa em troca de letras na fala, gagueira etc. Enganam-se aqueles que resumem esta ciência relativamente nova a problemas apenas da fala. A Fonoaudiologia é bem mais complexa e atua também nas áreas de aprendizagem, deficiência auditiva, voz,comprometimentos psíquicos e neurológicos, linguagem, pesquisa audiológicas, motricidade oral e estimulação precoce em recém nascidos de alto risco.

Hoje, é possível fazermos intervenções precoces para que muitos problemas sejam evitados no futuro. Em tênuos de Fonoaudióloga, o que pode ser observado dentro da escola como forma de prevenção? Desde muito cedo, ainda na pré-escola, é importante ficar atento àquelas crianças que brincam pouco, isolam-se do grupo e expressam-se precariamente. A vivência corporal e social são imprescindíveis

Para que a criança desenvolva-se plenamente. A riqueza das experiências leva a construção do aprendizado. Neste período; Também é interessante observar se a criança responde auditivamente ao ser solicitada e se compreende o que lhe é pedido. Neste momento, a integridade neurossensorial; se faz Importante: os órgãos dos sentidos (e neste caso principalmente a visão e a audição) têm de integrar-se aos Componentes neurológicos envolvidos. Assim, atuando coordenadamente e obtendo respostas corporais adequadas, permitindo a maturação psicomotora e intelectiva.

Se a criança desenvolve-se normalmente é esperado que, aproximadamente aos quatro anos de idade, sua fala já esteja amadurecida. Ela se expressa com clareza através de frases completas, consegue narrar um fato, tem bom vocabulário e possui boa compreensão. É claro que isto não acontece via de regra se, por exemplo, pensarmos numa criança que iniciou a fala tardiamente. Esta situação deve ser avaliada, pois não podemos exigir que esta criança tenha o mesmo padrão de fala que uma outra que se desenvolveu dentro dos padrões normais.

A partir do aprendizado da leitura, é importante ficar atento se existem trocas de letras e se estas

trocas são sistemáticas (sempre as mesmas) ou assistemáticas ( esporádicas) , se o ritmo da leitura está adequado e se consegue compreender o que lê .Em relação a escrita, é bom observar como está o traçado gráfico (se está com rasuras ou repasses, com a escrita espelhada, etc.) se existem trocas de letras e se estas trocas têm relação com a fala e/ou a leitura, e como se apresenta a expressão escrita.

Uma boa pré-escola é essencial ao crescimento e amadurecimento intelectual da criança. Neste período, as atividades desenvolvidas são direcionadas para que todo o desenvolvimento possa acontecer.

Convém lembrar aos pais e professores que fiquem alerta a qualquer sinal diferente em relação à visão ou Audição, que deve ser pesquisado quando alguma dificuldade é percebida.

A Fonoaudiologia hoje também se encontra na era da globalização. Sabemos que não basta olhar a

Criança, o adolescente ou o adulto como um ser que apenas ouve. Ele deve ser visto na sua integridade como ser humano: um indivíduo que ouve ,fala, lê ,escreve ,pensa e que, principalmente. coordena estas funções.

Texto retirado da revista de Fonoaudiologia CRF Ia região.

 


Designer